25 de set de 2013

Treinamento Funcional

O treinamento funcional é um método de treinamento que visa o equilíbrio das estruturas musculares, a prevenção de lesões e a melhora na performance de atletas.


Muitas vezes, por questões estéticas ou mesmo falta de informação, as pessoas fortalecem apenas a musculatura mais superficial e de forma isolada, sem se preocupar com o movimento como um todo. Isso acontece na musculação convencional.

Os músculos fortes ficam cada vez mais fortes e conseqüentemente os músculos mais fracos (e não menos importantes) ficam cada vez mais fracos. Esta forma de treinamento gera um desequilíbrio progressivo, com redução da eficiência dos movimentos, o que se torna fonte de lesões comuns.
A forma com que os exercícios são realizados nos aparelhos convencionais de musculação reduzem a exigência da coordenação e estabilização que o exercício livre exige, pois estes aparelhos já servem como estabilizadores das articulações.



No treinamento funcional o trabalho muscular não é realizado isoladamente, isto é, os exercícios são executados de forma global (forma em que a musculatura é exigida nos movimentos do dia-a-dia ou de um esporte específico). Assim, toda a cadeia muscular é fortalecida, gerando mais força, potência muscular, estabilidade, equilíbrio e coordenação motora.


Além da tonificação muscular, o treinamento funcional implica numa maior complexidade do movimento e no envolvimento de várias capacidades físicas. Isso faz com que o organismo tenha um gasto energético muito maior, além de trazer grandes contribuições, como a melhora da flexibilidade, o emagrecimento, a otimização da coordenação motora, o ganho de equilíbrio e o condicionamento cardiorrespiratório. Isso tudo além de motivação e da elevada autoestima.

Conheça e pratique!

17 de set de 2013

Dieta Detox




Se tem uma coisa que está em alta é a famosa dieta Detox.

“A dieta detox tem o objetivo de eliminar toxinas do organismo por meio da urina e das fezes”, afirma a especialista.

A ideia é seguir um cardápio adequado e uma suplementação alimentar. Mas por onde começar?

O primeiro passo é  corrigir a a hiperpermeabilidade intestinal. Para isso, inclua na alimentação sementes de abóbora (a torrada é ótima como aperitivo), melão e melancia (que podem ser misturadas em sucos). Elas são boas fontes de cálcio e magnésio, que têm ação vermífuga.
Alguns nutricionistas receitam a glutamina, um aminoácido que ajuda a recuperar a integridade da mucosa do intestino. Também inclua na dieta os probióticos (como o iogurte), que devolvem ao intestino as bactérias benéficas. Mais uma dica: use temperos como orégano e alecrim, que são antifúngicos e antiparasitários. E você não pode deixar de incluir os alimentos ricos em fibras, que ajudam a regular o funcionamento intestinal.

E depois, qual é a próxima etapa? É reduzir os xenobióticos, substâncias estranhas capazes de produzir  efeitos nocivos ao organismo. Ou seja, é hora de proteger o fígado. Como fazer isso? Rita de Cássia dá algumas sugestões:
• Reduza o consumo de alimentos de origem animal.
• Opte pelo ovo, que tem menos toxinas que as carnes.
• Prefira alimentos orgânicos, cultivados sem agrotóxicos, pesticidas ou adubos químicos.
• Evite alimentos embalados em plásticos, principalmente manteigas e óleos.
• Cozinhe em  panelas de inox.
• Consuma alimentos naturais, livres de corantes e conservantes químicos.
• Não exagere no consumo de álcool.
• Não se automedique. É perigoso.
• Suar é uma importante via de detox e não deve ser inibida.
• Hidrate-se, principalmente com água.


Vale lembrar que a dieta detox deve ser realizada com o acompanhamento de um nutricionista. Além de eliminar as toxinas do organismo, a dieta detox também poderá ajudar na perda de peso. Seu corpo estará mais magro e saudável.

OBS.: ANTES DE INICIAR QUALQUER DIETA, PROCURE UM ENDOCRINOLOGISTA E/OU NUTRICIONISTA.

Fonte: M de Mulher

12 de set de 2013

Modalidade do Dia: Kangoo Jump

O Kangoo Jump tem botas que lembram as dos patins, mas no lugar das rodinhas estão arcos de molas com um poderoso sistema de amortecimento. Estima-se que dá para queimar até 500 calorias em 45 minutos de aula, além de turbinar os membros inferiores.



O Kangoo Jump possui um sistema que absorve até 80% do impacto gerado durante a atividade física. Assim, não compromete a saúde das articulações. E se você está em guerra com a indesejável celulite, não perca tempo! Aposte nos treinos que aliam acima de tudo, muita diversão e descontração, trazendo um jeito novo de queimar as indesejáveis gordurinhas.


Você também pode usar o equipamento na hora da caminhada e da corrida para obter melhores resultados.

É importante, especialmente para os iniciantes, que os exercícios sejam realizados na ordem proposta. Eles começam simples e vão sendo dificultados, gradativamente, conforme a praticante adquire mais habilidade sobre o Kangoo.



Conheça a modalidade que já faz muito sucesso em nossa academia. 
Agende uma aula e divirta-se!